Sobre estudar flauta transversal

A flauta transversal, flauta transversa ou flauta orquestral, apesar de atualmente ser fabricada em metal, é um instrumento da família das madeiras pois, em sua origem, era de madeira.

Consiste em um cilindro aberto em ambas as extremidades, com um orifício por onde o músico sopra de forma perpendicular ao sentido do instrumento.

Quando este jato de ar é soprado no orifício da embocadura, o ar flui alternadamente para dentro e para fora do tubo de maneira periódica, em uma certa frequência. Isso gera vibração no ar e, consequentemente, o som da flauta.

Encontramos a flauta transversal em diversos gêneros musicais, como música orquestral, choro, samba, jazz, entre outros.

 

Dúvidas frequentes

É preciso ter a flauta para iniciar o curso?

Não, é possível iniciar o curso sem ter o instrumento. Conforme o aluno perceba seu desenvolvimento, naturalmente sentirá a necessidade de adquirir uma flauta, para poder estudar quando quiser e de forma mais intensa, garantindo assim um melhor aproveitamento das aulas.

 

Tenho o instrumento, mas não tenho um lugar para estudar. O que faço? 

A Escola de Música Expressarte disponibiliza suas salas para os alunos matriculados que quiserem praticar na escola, sem custos adicionais. Basta realizar um agendamento prévio na secretaria, em horários livres.

 

Como escolher um bom instrumento para comprar?

É preciso dar bastante atenção ao momento de aquisição de seu instrumento. Diante de tantas opções encontradas no mercado, o ideal é priorizar a sonoridade do instrumento.

Nem sempre instrumentos “novos” têm boa sonoridade. Ou seja, vale a pena pesquisar opções em lojas de instrumentos usados.

Antes de comprar sua flauta, converse com o professor. Certamente você receberá dicas excelentes e fará uma ótima aquisição!

 

Quanto tempo demora para tocar a primeira música?

Isso é muito relativo, pois depende de vários fatores: idade, características individuais de aprendizado, experiência musical prévia, tempo disponível para estudos individuais, interesse e motivação com relação ao curso, entre outros fatores.

Para conseguir executar as notas musicais na flauta transversal, é preciso entender a embocadura do instrumento, que se assemelha ao ato de assoprar a boca de uma garrafa para extrair sons. Para isso, é necessário treinamento, controle da respiração e persistência.

 

O que se aprende durante o curso de flauta transversal?

As aulas de flauta abrangem leitura musical, desenvolvimento da percepção auditiva (incluindo “tirar músicas de ouvido”), controle da respiração, desenvolvimento de repertório, entre outros aspectos.

O curso é personalizado e pode ser adequado às necessidades individuais de cada aluno.

 

Quais músicas vou aprender nas aulas de flauta?

O repertório pode ser livremente sugerido pelo aluno, para adequar as aulas aos seus gostos pessoais e às suas necessidades individuais. Geralmente, ao longo do curso, o professor também indica algumas peças, com o objetivo de ampliar seu conhecimento musical e trabalhar questões específicas da técnica do instrumento.

 

Vou ter que aprender Teoria Musical nas aulas de flauta transversal?

Não há a necessidade de se aprender a Teoria Musical de forma isolada, sem associação ao instrumento.

Contudo, existem conhecimentos que são abordados durante as aulas que também fazem parte do que se chama de “Teoria Musical”, como noções básicas de leitura, rítmica, solfejo, nomes das notas, etc.

Além disso, recorremos à Teoria Musical para fundamentar alguns conceitos que servirão de base para o aprendizado de novas etapas.

Não há motivos para se preocupar. Trabalhamos com abordagens contemporâneas de Educação Musical, que tornam o curso mais dinâmico, prazeroso e significativo para você.

A Escola de Música Expressarte oferece ainda o curso de Linguagem e Estruturação Musical para quem quiser complementar as aulas de flauta com noções de Leitura e Percepção Musical.

Envie sua dúvida!

Share this post on: