Sobre estudar violão

O violão é, talvez, o instrumento mais popular no Brasil. As versões mais comuns possuem seis cordas de nylon ou de aço, mas há violões com outras configurações, como o violão de sete cordas e o violão baixo, com 4 cordas, afinadas uma oitava abaixo das 4 cordas mais graves do violão tradicional de seis cordas.

Por ser um instrumento muito versátil, é encontrado em um grande número de estilos musicais nacionais e internacionais.

Geralmente, o violão é associado ao acompanhamento musical de cantores ou outros instrumentos solistas, mas também tem grande inserção no repertório “solo” erudito ou popular.

 

Dúvidas frequentes

Os cursos de violão e guitarra são parecidos?

Apesar de serem instrumentos bastante parecidos, com muitas técnicas similares, os cursos têm suas diferenças, pois existem questões específicas para cada instrumento.

Quanto ao repertório, alguns estilos musicais estão mais associados ao violão, enquanto outros estão mais associados à guitarra. Há ainda estilos em que se encontram ambos os instrumentos.

 

É preciso ter um violão para iniciar o curso?

É muito importante que o aluno tenha o instrumento desde o início do curso, para que perceba um desenvolvimento consistente. Contudo, isto não é fator impeditivo para iniciar as aulas. Neste caso, conforme o aluno perceba seu progresso, naturalmente sentirá a necessidade de adquirir um violão, para poder estudar quando quiser e de forma mais intensa, garantindo assim um melhor aproveitamento do curso.

No caso de crianças, os pais devem investir inicialmente em um violão condizente com sua estatura. Há no mercado violões reduzidos (três quartos), que favorecem a adaptação da criança com o instrumento.

A Escola de Música Expressarte disponibiliza violões e uma sala de estudos para os alunos que quiserem praticar na escola, enquanto não têm o instrumento, sem custos adicionais. Basta realizar um agendamento prévio na secretaria, em horários livres da sala.

 

Como faço para comprar um violão? É um instrumento muito caro?

O preço médio de um violão varia bastante, de acordo com a marca, modelo, estado de conservação, entre outros fatores. É possível começar com um violão mais simples, que pode ser adquirido a preços mais acessíveis (R$ 250,00 em média), e ir trocando conforme o curso progride. Contudo, outra estratégia de investimento é adquirir um bom instrumento logo no início do curso, por questões de durabilidade e sonoridade.

Você pode comprar violões em lojas de instrumentos musicais, diretamente com um luthier ou ainda de particulares (para o caso de instrumentos usados). Ao escolher seu instrumento, procure valorizar a sonoridade e qualidade técnica – e não apenas a “beleza visual”.

Se você estiver com alguma dúvida, é fundamental conversar com um professor antes de efetuar a compra.

É importante ressaltar que o violão é um instrumento que exige a manutenção periódica de um profissional (luthier), para troca das cordas, regulagem da altura das cordas, limpeza e ajustes diversos.

 

Quanto tempo demora para aprender a tocar violão?

Isso é muito relativo, pois depende de vários fatores: idade, características individuais de aprendizado, experiência musical prévia, tempo disponível para estudos individuais, interesse e motivação com relação ao curso, entre outros fatores.

As aulas têm uma abordagem bastante prática, sendo que um dos principais objetivos do curso é fazer o aluno tocar, reproduzir as músicas das quais gosta. Por ser um curso personalizado, é perfeitamente possível adequar o repertório das aulas ao interesse e nível de desenvolvimento do aluno, de modo que se tenha, o quanto antes, a sensação prazerosa de estar tocando o instrumento.

Seguindo a programação das aulas, em média, o aluno consegue executar sua primeira peça no 2º mês de aula. Ao final do primeiro semestre de estudo, poderá se divertir bastante com o conteúdo aprendido.

 

Qual o tempo de duração do curso de violão?

A Escola de Música Expressarte trabalha com aulas personalizadas e adaptadas aos objetivos e interesses do aluno.

Não existe um cronograma exato a cumprir, a exemplo de conservatórios musicais ou cursos técnicos. Por este motivo, o professor estabelece desde as primeiras aulas, junto com o aluno, uma lista de objetivos com relação às aulas de violão. Tal programação pode ser reavaliada e alterada sempre que o aluno desejar, ou quando o professor observar que as etapas estão sendo cumpridas.

 

Vou ter que aprender leitura de partitura e teoria musical nas aulas de violão?

Como foi dito anteriormente, as aulas têm uma abordagem bastante prática desde o início do curso, sendo que os elementos teóricos não são prioridade nas primerias aulas. Contudo, alguma forma de leitura musical (como tablatura ou cifras), é essencial para que haja o registro de informações.

Existem conhecimentos que são abordados durante as aulas que também fazem parte do que se chama de “Teoria Musical”, como noções básicas de leitura, formação de acordes, nomes das notas, etc. Além disso, recorremos à teoria musical para fundamentar alguns conceitos que servirão de base para o aprendizado de novas etapas.

Não há motivos para se preocupar. Trabalhamos com abordagens contemporâneas de Educação Musical, que tornam o curso mais dinâmico, prazeroso e significativo para você. Isso significa que a leitura e teoria musical são ensinados já associados à prática do instrumento e o aluno será encorajado e estimulado a dominar os conceitos importantes ao seu progresso no curso.

A Escola de Música Expressarte oferece ainda o curso de Linguagem e Estruturação Musical para quem quiser complementar as aulas de violão com noções de Leitura e Percepção Musical. Consulte a secretaria para saber dias e horários.

Envie sua dúvida!

Agende uma aula experimental!

Share this post on: